De mentira . . .



--Shhh...
--Se você ficar queito...
--Eu lhe mostro um dinossauro...
--Mas não pode fazer barulho...
--Por que se ele te ver...
--Ele te pega...
--Ai, você já era...
--Zéfíní.

--Mas o que ele faz com quem ele pega, tio ?!

--Ele pega...
E te prende...
Te rende..
Te sufoca..
Te alivia...
E sacia toda a sede que você já teve um dia...
Por pouco não te mata...
Mas, de fato, arrebata...
Te leva a lona...
Te alucina...
Te domina...
E você vai achar que tá tudo bem...
Ai ele vem, e se vai...
Esvai...
Resumindo...
Ele te atrai...
Depois te trai...

--Qual o nome dele ?!

--Dizem que o nome dele é Amor...
--Mas não há nada comprovado que esse é o nome dele.


xD


8 comentários:

  1. Aiiii, que demais!!! Lição já desde pequeno... Quem dera que fosse assim. Mas tenho que concordar, o amor é tudo isso e mais um pouco...

    Adooooro seu canto aqui, tá de parabéns, continue escrevendo pq se meus projetos derem certo vou precisar de vc em breve... =)

    Besoss

    ResponderExcluir
  2. Mas é pra ter medo ou esperança? :)
    Muito legal, adorei.
    Valeu!

    ResponderExcluir
  3. Sempre confundo se o nome desse dinossaura é Amor ou Paixão.

    Beijo procê
    Fê GatooOO

    ResponderExcluir
  4. Estás falando de um amor.
    E esse amor tu duvidas que seja verdadeiro.
    E comparar o amor com algo que assusta te fez lembrar dos dinossauros.
    E o Dinossauro mora aonde?
    Dentro do Lipe?
    Então, se dedentrodolipe saiu essa estória e se essa 'estorinha' não for 'de mentira', não é um Dinossauro, mas são Dinossauros...
    Porque também aqui dedentrodamai eu sinto UM ou mais que UM ou mais que Dois...

    Assim, Ó:
    Muito legal essa estória.
    E agora eu pensei que tu poderias escrever livros infantís, Lipe.
    Tu ilustras do jeito que as crianças gostam e se sentiriam dentro da estória, também.
    Ficou muito bom, Lipe.

    E se o amor é um Dinossauro, eu não o temo.
    Mas agora fiquei pensando que os Dinossauros foram exterminados...
    Ué!
    Então o que escreveste é porque o amor morreu e quem diz que ama está mentindo?
    Não crês no amor, Lipe?
    Nem em mim?
    Ou em ti?
    Tudo é ilusão e sombra?
    É mentira que o amor existe?

    Mas Lipe, o que eu sinto não é mentira.
    Mas também não se explica.
    Eu sei que eu sinto.
    E sinto muito e sinto tanto que as vezes até dói...
    Ai eu brinco com ou sem Dinossauros porque brincar faz bem prá vida.
    Sorrir também...
    E eu acredito nas pessoas e no melhor delas e, apesar de tudo que se fala sobre o amor, eu AMO, lipe.
    Crês nisso?

    Fica bem, Lipe.
    Te cuida!
    Ficaste zangado com o meu e-mail?
    Então responde, ou vou pensar que estás sim, zangado.

    Carinho,
    Mai

    ResponderExcluir
  5. Boa idéia a da Mai sobre livros infantis! Concordo com ela!
    E com relação ao texto...podem até tentar te avisar, mas qdo ele vem e te pega de jeito, irresistível é.

    ResponderExcluir
  6. Lipe lindo! Voltei!


    Bjos de luz com saudade!

    ResponderExcluir
  7. The Fall Of Troy? Essa eu reconheci... os efeitos de guitarra podem até ser bons, mas o texto ficou melhor. :B

    ResponderExcluir
  8. Lipe, apareceapareceapareceapareceapareceaparece...

    Ah! Lipe preciso te ver...Preciso te ver... Juro, juro....
    Preciso...


    Bj.
    Eu

    ResponderExcluir